O cheiro das quase 20h

das pequenas felicidades, uma das mais antigas é percorrer o bairro durante a semana às quase 20 horas.

pronto, passou. passou o metrô cheio, trânsito e cansaço. ainda não passou a fome. mas calma, está prestes, e não há nada mais gostoso na vida do que estar prestes a se saciar.

quase 20 horas. a temperatura está boa.
a primavera começou e ela está melhor que nunca.
a essa hora dama-da-noite já liberou geral.

quase 20 horas. voltaram da escola, barulho de vida.
tampa de panela, prato e colher.

som abafado de janela semi-aberta.
som quente de bafo de fogão.
fresta de cheiro bom.

molho de tomate.
coentro. cominho. canela? é, hoje tem feijão.
carne assada. frango frito.
hmmm, beringela!

“tá bom, só um pouquinho desse mato, mas bem pouquinho”.
com certeza é espinafre. com ou sem molho branco? não estou sentindo a pimenta do reino.
lembra o tempero da casa da minha vó, do que era mesmo?

barulho de intimidade. cheiro de família.

quase 20 horas, amo você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *